sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Rascunhos

Três pessoas diferentes, três datas diferentes, três rascunhos diferentes, de uma vez só.
"Fui ver uns vídeos e bateu uma saudade, de tudo, da sua risada engraçada, de falar junto com você, de te contar como vão as coisas e até daquelas suas manias e esquisitices. Fiquei com uma vontade de te ligar, te mandar uma mensagem, só pra você lembrar de mim, mas já estava tarde, daí eu vim pra cá. Sentei na cadeira, fiquei rolando a página, pensando, pensando, com todo esse amor e essa saudade repentina dentro de mim, fui inflando. Abri uma janela e comecei a escrever pra quem quisesse ler, um texto enorme, sem parar, era tanta coisa, tanta coisa, eu poderia passar um dia inteiro escrevendo.
Tudo isso naquele dia e só porque eu precisava contar que te amo. E sorrir depois disso, e te ver sorrir também."

"Eu vi nos seus olhos, senti no seu jeito, no seu corpo e no seu beijo aquela estática. Aquela sua vontade de me dizer alguma coisa, ou talvez tenha sido apenas falta de discrição da sua parte. Tudo bem, aposto que você também notou na minha cara de boba que eu estava morrendo de saudade."

"- Oi. - Disse a voz rouca dele.
- Oi, amor. Tudo bom? - Perguntou a dela.
- Tudo.
- Como tá sua testa?
- Tá bem. Nossa, você perdeu! Cheguei aqui e todo mundo ficou tipo 'caráleo, o que é isso na sua testa, você foi assaltado, né?!' e eu 'é, é, eram três caras enormes!' daí eles 'sério?' aí eu 'não, bati a cara na porta de vidro.'
Ela riu.
- Ei, não ria de mim!
- Estou rindo pra você, amor. Você sabe.
- É.
- E então?
- É.. eu só liguei pra..
- Pra me contar que você está vivo. Sabe, eu estava superpreocupada.
- É, exato, pra contar que estou bem.
Ela sorriu. Ele suspirou.
- Ok, na verdade eu liguei pra te contar que.. que eu gosto muito de você. E de, sabe.. passar tempo com você.
- Eu também, amor. Foi superlegal nossa tarde. Obrigada.
Ele sorriu.
- Ei, que horas na sua casa amanhã? - Ela perguntou.
- Ah, o pessoal vai chegar umas onze. Me avisa se vem, mais tarde.
- Ok, te deixo um recado, sr. Vou Estar Numa Festa.
- Tudo bem. Até, amor.
- Até."

6 comentários:

I! disse...

Sei quem é todo mundo.Ai,que orgulho (:

A. disse...

ah, que orgulho [2]

D. disse...

eu sei quem é a última pessoa, eu acho o-o odeio não saber das coisas ;-;

Bela K. disse...

Aah, que bonitiinho! Apesar que ultimamente textos sobre amor estão me virando de cabeça pra baixo, estilo quando vcê estuda plantando bananeira e lendo de trás pra frente... HESAUIOHEAU
okay, viajei..
Gostei do seu blog.. 'o meias' haha

beijos

Bee. disse...

Você também se orgulha de saber, Anaïs?

Francis disse...

(':