quarta-feira, 25 de junho de 2008

Dentro e fora

Gente nas ruas conversando com o frio e com a fome. Crianças morrendo, punidas por sua ingenuidade. Rostos vazios por toda a parte. Ouço o choro e a solidão.
Posso ouvir os gritos do meu quarto.
O medo passa por cada fresta esquecida, consome, mata.
Outras tantas pessoas felizes e aquecidas entre seus pares de paredes brancas que as impedem de sentir o resto do mundo.
Você acredita em destino?

2 comentários:

I! disse...

Às vezes eu ouço meus próprios gritos ecoarem dentro do meu quarto..
Minha concepção de destino é diferente.Acho que a temos nosso caminho já traçado,mas que nada nos impede de mudar o trajeto.O problema é que as pessoas tem medo de fazer diferente,medo do novo,de descobrir novos caminhos..Não dá pra fazer diferente se a gente tiver medo.
Ninguém faz idéia do que vem lá.

D. disse...

Eu concordo com a Ila. :)