terça-feira, 29 de julho de 2008

Estar deitada na areia branca com as ondas quebrando, o frio da noite, o crepitar da fogueira e o brilho das estrelas. Nem que apenas por um instante. Um instante ridículo até as vozes voltarem e as luzes se acenderem.

3 comentários:

I! disse...

Quer parar com isso?

D. disse...

eu quero ir pra praia com vocês.

Seph disse...

um dia encontraremos esse lugar e poderemos descansar em paz