domingo, 19 de abril de 2009

Já era noite, um grupo de pessoas deixava o estabelecimento, dentre elas um par em especial.
- Tem certeza que você tem que esperar aqui? - Ele perguntou, botando uma mecha de seu cabelo escuro atrás da orelha.
- Tenho. Se sair daqui perco a carona. - Ela respondeu, segurando a bolsa como podia.
- Mas tá chovendo! - Ele protestou.
- Eu notei.
- Espera um pouco. - Ele tirou um casaco da mochila e o colocou delicadamente por sobre a cabeça dela.
- Nossa.. obrigada. - Ela levantou uma das pontas para observa-lo melhor. Ele sorriu.
A chuva ia ficando cada vez mais forte, ela o puxou para debaixo do casaco e ele a abraçou pela cintura numa tentativa frustrada de aquecê-los. Ele com os lábios na testa dela, ela com o nariz no queixo dele, o casaco sobre os dois, nada de carona e a chuva chovendo.

Apenas uma passagem.

3 comentários:

Francis disse...

esse tipo de texto me entristece, atualmente.

I! disse...

esse tipo de texto me dá vontade de vomitar,atualmente.

D. disse...

eu gosto desse tipo de texto, atualmente.