domingo, 2 de novembro de 2008

Turn down the lights and light up the party

As luzes piscavam loucamente na sala ampla, a música batia nas paredes e caia direto naqueles que dançavam. Alguns chutavam o ar e se sacudiam, sem vergonha, outros dançavam de modo mais apelativo, um ou dois assistiam da escada, mas todos curtiam. Do lado de fora os mais aventureiros disputavam um campeonato que consistia em mergulhar a cabeça num balde com gelo, algumas garotas acompanhavam tudo aos risos, um casal papeava na calçada, um grupo de garotos explorava o carro do outro lado da rua, com neon verde, luz negra e todo o resto, outros comiam e por aí foi. A madrugada mal havia começado e os mais velhos resolveram jogar espuma no resto da festa, o jogo aumentou para atirar bolo e depois para atirar os próprios presentes na piscina. A vampira se escondeu sob a capa, o menorzinho, não teve jeito, foi parar na piscina, a pseudo-gótica levou uma bôlada na cara e piscina, o vampiro e o esqueleto a jogaram, Adão passou o fim da festa de cueca tentando enxugar suas calças e a moda pegou. Os que dormiram na casa assistiram um daqueles filmes de terror cheios de sangue e arames-farpados e fizeram nada de ressaca o resto do dia. A próxima bem que podia ter uma fogueira na varanda com as estrelas e todo o resto, besteiras comestíveis, todos os amigos e tal e coisa.
Adoro fins de semana.

5 comentários:

I! disse...

Sorry I missed it.

Seph disse...

hell yeah, o VERDADEIRO vampiro se jogou gata (h)

D. disse...

e na próxima eu vou também :]

J. disse...

E por 'tal e coisa' lê-se: sexo, drögas e rock n' roll. Se não se importa.

Bee. disse...

Tá marcado, então.